Guia do Ouvinte - Outubro 2005

Início FM  Programação da FM Sobre
Cadastre-se na FM
Estamos atualizando o cadastro de ouvintes
da Rádio Cultura FM
Ajude-nos a dar mais eficiência à nossa comunicação
Preencha o formulário e envie >>

BACHIANO, BRASILEIRO E MAESTRO
João Carlos Martins lança CDs e estrela novo filme

Todo dia, ele acorda cedinho, em atividade intensa: 200 abdominais, uma corrida no parque, subida e descida das escadas de seu apartamento a reger, mentalmente, o repertório do concerto da semana. Ao ver a disposição aparentemente inesgotável de João Carlos Martins, apresentador, na Cultura FM, de A Escolha é Sua, a gente nem se lembra de que foi por motivos de saúde que ele teve que largar a bem-sucedida carreira de pianista internacional para se arriscar na regência. Segundo Martins, tudo começou em um sonho.

"Eu estava sem rumo, em 2003, já sabendo que não poderia mais tocar nem com a mão esquerda. Sonhei, então, que estava tocando piano, com o Eleazar de Carvalho, que me dizia: vem para cá, que eu vou te ensinar a reger", conta.

Ele acordou suado e, às 7h30 da manhã, ligou para o maestro Júlio Medaglia, pedindo orientação. Ira Levin também começou a ajudar o ex-pianista em seu novo caminho, e ele se sentiu confiante o suficiente para avisar seu empresário norte-americano de que estava mudando de carreira.

Na semana seguinte, a surpresa: o empresário liga, oferecendo concertos com a English Chamber Orchestra. Nascia, assim, o primeiro álbum duplo a ser lançado pela Tomato Records: a integral dos concertos brandemburgueses, de J. S. Bach. "Eu queria fazer esses concertos do mesmo jeito que eu tocava as Partitas de Bach", explica. Foram nove sessões de gravação em seis dias, em uma igreja britânica.

Daí veio a vontade de gravar com uma orquestra brasileira. E surgiu a Bachiana Chamber Orchestra, com a qual ele fez outro álbum duplo, pela mesma Tomato Records, com as quatro suítes orquestrais de Bach. Martins realizou, neste ano, com a Bachiana, uma temporada no Cultura Artística, que se encerra em 27 de novembro, com a Quinta Sinfonia, de Beethoven, e o Concerto em lá maior, de Mozart, tendo Gilberto Tinetti - apresentador do programa Pianíssimo, na Cultura FM- como solista convidado.

"A loucura é você formar uma orquestra com alguns dos melhores músicos do Brasil e acreditar, como nos anos 40 e 50, que o sucesso de uma empreitada possa vir da bilheteria", afirma, orgulhando-se de seu grupo não depender de subsídios governamentais.

A Bachiana é estrela do novo filme sobre a vida do pianista. Intitulado "E a Música Venceu", ele foi realizado pelos cineastas belgas Tim Heiman e Johan Kennivé.

Se, no longa anterior, "A Paixão Segundo Martins", o foco era a biografia do composito intérprete, mostrando sua vida privada, as doenças e a controversa passagem pela política, o tema agora é exclusivamente a música. O maestro aparece dando depoimentos em inglês, em meio a trechos de suas gravações orquestrais de Bach. Também está documentada a apresentação que ele fez no Teatro Mogador, em Paris, em julho deste ano, à frente da Pasdeloup Orchestra.

Neste concerto, como em todos, Martins não utilizou batuta, devido aos mesmos problemas nas mãos que o fizeram parar de tocar piano, e que o impedem de virar as páginas de partituras, forçando-o a dirigir todos os concertos de cor.

Um fato que não tem impedido sua carreira internacional. Dia 15 do mês que vem, em Bruxelas, ele rege o grupo Gardellino, em um concerto de música barroca. Ao que tudo indica, muito mais ainda está por vir. "A vida é feita de coragem e perseverança, tendo a esperança do amanhã e esquecendo as mágoas do passado", filosofa.

A ESCOLHA É SUA,
com João Carlos Martins.
Domingo, às 10h.
Reapresentação segunda, às 22h.


Endereço - Fale Conosco
© 1996-2005 Fundação Padre Anchieta