Sementes
página 1 | página 2

Estas são algumas das entidades que prestam serviço a comunidades carentes por todo o Brasil, e estiveram presentes nos episódios do Caminhos e Parcerias. Aqui você vai saber um pouco sobre essas entidades e como contactá-las.


ASPTA (Assessoria e Servišos a Projetos em Agricultura Alternativa)
A ASPTA é uma organização não governamental fundada em 1983, no Rio de Janeiro. Desenvolve diversos programas de apoio a pequenos produtores, do Paraná a Pernambuco. Estado onde desenvolve o Programa de Recursos Hídricos: identificação de técnicas de captação, conservação e uso da água para pequenos produtores. Dentro desse programa está a cidade de Mirandiba, no sertão de Pernambuco, onde foi gravado o primeiro episódio de Caminhos e Parcerias.

Rua Gonçalves Maia, 114 sala 21
Boa Vista Recife - PE
CEP 50070 - 060
e-mail: aspta@ax.apc.org
tel.: (81) 885-1020


PROGRAMA DE ALFABETIZAÇÃO SOLIDÁRIA
O Alfabetização Solidária é um Programa criado pelo Conselho do Comunidade Solidária para reduzir o analfabetismo no país. Funciona por meio de parcerias mobilizadas no âmbito do governo e da sociedade civil (MEC, Universidades, prefeituras, empresas privadas). Cada parceiro contribui com recursos humanos, técnicos ou financeiros, conforme sua área de competência. Desde 1997, quando foi implantado, o Programa vem atendendo os municípios brasileiros que apresentam as maiores taxas de analfabetismo. Caminhos e Parcerias registrou a ação do Programa de Alfabetização Solidária em Poço Redondo, no estado de Sergipe.

Programa de Alfabetização Solidária
SGAN Quadra 603
Módulo 01 - 3o andar
70830 - 902 Brasília - DF
web: www.alfabetizacaosolidaria.org.br
tel.: 0800-610202


PASTORAL DE RUA DA ARQUIDIOCESE DE BH:
Criada em 19?7, a Pastoral atua junto à população de rua de Belo Horizonte, procurando restaurar sua auto-estima e estimular sua organização e mobilização para o trabalho. Apoiou os catadores de papel da cidade na criação da ASMARE, uma associação administrada pelos próprios catadores.

Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte.
Rua Espírito Santo, 1059 12o andar
30160 - 031 Belo Horizonte - MG
e-mail: ass.com@arquidiocesebh.org.br
tel.: 31-273-8526
fax: 31-273-8544


ASMARE (Assossiação dos Catadores de Papel,
Papelão e Materiais Reaproveitáveis de Belo Horizonte)

Esta assossiação foi criada com o apoio da Pastoral de Rua de Belo Horizonte em 1990, no dia 1° de maio. Em setembro de 1992 a ASMARE conseguiu inaugurar seu galpão sede, foi também neste ano que a assossiação fechou convênio com a Prefeitura de BH, viabilizando a manutenção do galpão. A ASMARE ainda depende de apoio da prefeitura, mas é administrada pelos catadores de papel e seu objetivo é ser auto-sustentável.

ASMARE
Av. do Contorno, 10555 Barro Preto
30110 - 140 Belo Horizonte - MG
tel.: 31-201-0717


GELEDÉS - INSTITUTO DA MULHER NEGRA
Originalmente Gelede é uma sociedade secreta feminina de caráter religioso, tradição yorubá que faz devoção ao poder feminino. O instituto foi criado em 30 de abril de 1988. Há mais de 10 anos o GELEDÉS combate todas as formas de preconceito (racial ou de gênero) e suas consequências (abuso de poder, violência sexual, atos de negligência), impulsionando o debate sobre a necessidade de adoção de políticas públicas para a realização do princípio de igualdade à todos.

O GELEDÉS atende juridicamente pessoas que tenham sido vítimas de práticas sociais que apontem para o racismo ou qualquer outro preconceito. Além de manter programas de formação política, profissional e cultural para jovens negros, dessa forma fortelecendo sua auto-estima e combatendo sua marginalização. É sobre a atuação do Geledés que trata o quarto episódio de Caminhos e Parcerias.

Praça Carlos Gomes, 67
5o andar conj. M
Liberdade
São Paulo - SP 01501 - 000
site: www.geledes.com.br
e-mail: geledes@geledes.com.br


FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES
A Fundação Cultural Palmares foi criada em 22 de agosto de 1988, vinculada ao Ministério da Cultura afim de promover a preservação dos valores culturais , sociais e econômicos, decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira.

A Fundação Palmares promove, patrocina e apoia todas as iniciativas que têm como objetivo o integração econômica, política e cultural do negro no país. São apoiadas, também pela Fundação Palmares todas as atividades destinadas à desmistificaçào de preconceitos de origem, sexo, idade, raça, cor e quaisquer outras formas de discriminação. O Geledés luta pela mesma causa, por isso tem o apoio da Fundação Palmares.

Setor Bancário Norte Qd. 02
Ed. Central Brasília, 1o subsolo
Brasília - DF 70040 - 904
e-mail: palmares@poliedro.com.br
web: www.minc.gov.br/fcp


CASA ELIANE DE GRAMMONT
Fundada em 09 de março de 1990 pela prefeitura de São Paulo. A Casa Eliane de Grammont funciona como um centro de orientação, reflexão e encaminhamento para mulheres em situação de violência. O nome "CASA" é uma tentativa de constituir um espaço acolhedor para a mulher onde ela, através da reflexão e reconstrução da sua identidade, possa reconstruir suas relações sociais. A Casa Eliane de Grammont encaminha para o Geledés as mulheres que precisam de atendimento jurídico.

Rua Dr. Bacelar, 20
Vila Clementino São Paulo - SP
0426 - 000
Tel: (11) 549-9339


INSTITUTO DE PESCA
O Instituto de pesca foi criado em 08 de abril de 1969 e tem sede em São Paulo. Seu legado sempre foi gerar e difundir conhecimentos na área da pesca e aqüicultura para possibilitar o uso racional dos recursos, visando a melhoria da qualidade de vida. Em Cananéia, onde acompanhamos seu trabalho, o Instituto de Pesca desenvolve técnicas para melhorar a produção e comercialização das ostras, que são a alternativa de sustento do Quilombo Mandira, remanescente do século XVIII. Além de apoiar e desenvover projetos com essa comunidade, como a criação da Reserva Ecológica Extrativista do Bairro de Mandira, uma estatação depuradora para as ostras e a Cooperativa dos Catadores de Ostras.

Av. Prof. Wladimir Besnard, s/no
cx. postal 61 11990 - 000
Cananéia - SP


IBAMA
O IBAMA foi criado através de uma lei federal de 22 de fevereiro de 1989, através da fusão de quatro órgãos: a Secretária do Meio Ambiente, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Ambiental, a Superintendência do Desenvolvimento de Pesca e a Superintendência do Desenvolvimento da Borracha, a fim de solucionar os problemas ambientais do Brasil. O IBAMA tem 14 objetivos, mais que isso, tem 14 deveres. Desses, seu maior dilema é promover o acesso e o uso sustentado dos recursos naturais no Vale do Ribeira, a região mais pobre do estado de São Paulo.

Rua da Saudade, s/no
Iguape - SP 11920 - 000


ESALQ
Em 1993 foi proposto à FAPESP (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo) o Projeto "Manejo da Caixeta no Vale do Ribeira". Este trabalho desenvolve pesquisas ecológicas, genéticas e de manejo florestal e beneficiamento. Desenvolvido pelo Departamento de Ciências Florestais da ESALQ - USP o projeto visa também, conciliar a conservação florestal com a melhoria da qualidade de vida da comunidade envolvida.

Dep. de Ciências Florestais
Projeto Caixeta
Av. Pádua Dias, 11 cx. postal 09
Piracicaba - SP 13418 - 900

 


PROJETO LEIA BRASIL
O Leia Brasil é um programa de estímulo à leitura que se desenvolve em escolas públicas. São 16 bibliotecas volantes com mais de 15 mil livros em cada uma, além de vídeos e revistas em quadrinhos, que visitam 627 escolas em 95 municípios de 6 estados do Brasil. Além da visita das bibliotecas volantes. O programa desenvolve atividades especiais durante a visita e também conta com uma ação pedagógica para professores e educadores das escolas, a fim de torná-los leitores capazes de desenvolver uma prática de leitura em sala de aula.

Rua Santo Cristo, 148/150
Rio de Janeiro - RJ
20220 - 300
e-mail: leiabr@leiabrasil.com.br
web: www.leiabrasil.com.br


ACB (Ação Comunitária do Brasil)
A ACB foi criada por empresários da iniciativa privada em 10 de abril de 1967. Seu objetivo é atuar junto a comunidades carentes na periferia dos grandes centros desenvolvendo programas, sempre em parceria com as lideranças comunitárias. Atua nas áreas de educação, saúde comunitária, cultura e lazer, além de prestar assessoria técnica à essas lideranças. Como no Projeto Parceiros da Criança em Heliópolis e o Projeto GURI, no Jardim Santa Francisca. São atendidas em programas da ACB, aproximadamente, 5000 crianças carentes. Estruturada em moldes empresariais, é administrada por 60 funcionários, possui, também, um conselho de 120 empresários. Sua captação de recursos é conseguida através de doações de mais de 500 empresas e na venda de cartões de Natal.

R. Cabaxi, 374 - Campo Limpo
05792 - 000 São Paulo - SP
tel. (11) 5841-5444
e-mail: acao@criancaacb.org.br


UNAS (União de Núcleos, Associações e Sociedades de Heliópolis e S. João Clímaco)
A UNAS surgiu em meados da década de 80, quando os moradores, ameaçados pelo despejo, passaram a se organizar em assembléias para reivindicar a suspensão das ações de despejo e instalação de água, luz, rede de esgoto e equipamentos públicos (escola, hospital,etc). Hoje, a UNAS está organizada em várias Comissões de Trabalho: Saúde, Educação, Esporte e Lazer, Prevenção das DSTs, entre outras. Sua diretoria tem 26 membros eleitos pelos moradores para um mandato de 3 anos. Para ganhar força na sua luta pela melhoria da qualidade de vida, a UNAS tem como princípio, buscar parcerias com o Poder Público e a iniciativa privada. Como no Projeto Parceiros da Criança, no qual 240 crianças entre 4 e 14 anos têm um ensino complementar, num espaço oferecido pelo Instituto General Motors do Brasil. Para manter o projeto, a UNAS administra os recursos financeiros repassados pelo Instituto, contando com a assessoria técnica e pedagógica da Ação Comunitária do Brasil.

Rua da Mina, 38 - Heliópolis
04235 - 310 São Paulo - SP
tel/fax: (11) 272-3677 / 272-9968


POEMA (Programa Pobreza e Meio Ambiente na Amazônia)
POEMA é um programa especial da Universidade Federal do Pará, que atua junto a populações carentes do estado do Pará, criando e desenvolvendo projetos que conciliem a geração de renda, através dos recursos naturais da região, sem causar danos ambientais. Quando foi criado, em 1992, visava atuar apenas nos bairros pobres da periferia da capital. Desde então o Poema vem conseguindo parceiros e expandindo seus projetos com comunidades de todo o estado do Pará. A equipe de reportagem do Caminhos e Parcerias registrou a atuação do Poema em Abaetetuba e em Ponta de Pedras, na Ilha de Marajó.

Universidade Federal do Pará
Campus do Guamá - Setor Profissional
Casa do POEMA cx. postal 8606
Belém - PA 766075 - 900



ADID (ASSOCIAÇÃO para o DESENVOLVIMENTO INTEGRAL do DOWN):
Fundada em 1989, a ADID representa uma ação pioneira na integração do portador da Síndrome de Down na sociedade. As crianças Síndrome de Down, logo após o nascimento, são submetidas a um intenso programa chamado "Estimulação Precoce". Este processo soma ao aprendizado pedagógico (alfabetização) atividades paralelas no campo social, esportivo e artístico. Um dos principais objetivos da ADID está voltado para a profissionalização, através do Programa de Preparação para o Trabalho que desenvolve o auto conhecimento e as aptidões dos jovens portadores da Síndrome de Down. O programa cria oficinas de habilidades que reproduzem o ambiente de trabalho em diversas áreas, acompanha os jovens em estágios supervisionados e oferece orientação psicopedagógica. Tudo para que o Síndrome de Down seja finalmente inserido no mercado formal de trabalho.

Rua Bento de Andrade, 289
Ibirapuera - São Paulo
04503 - 011
tel: (11) 885-7854
e-mail: adid@uniemp.br
web: www.adid.com.br


ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL
A Associação foi fundada em 25 de janeiro de 1979 pela educadora Ute Craemer. As crianças da favela tinham o costume de brincar no seu quintal. Assim, em 1979 através de doações, Ute fundou a Associação Comunitária e foi construida a Escolinha (núcleo de reforço escolar). A partir daí os colaboradores aumentaram, atualmente são 145 parceiros (60% são moradores da favela). É dessa maneira que a Associação Comunitária Monte Azul consegue atender 18 mil moradores de duas favelas (Monte Azul e Peinha) e um bairro (Horizonte Azul), desenvolvendo atividades pedagógicas, profissionalizantes, culturais, sociais e de saúde.

Av. Tomás de Souza, 552
Jardim Monte Azul
05836-350 São Paulo-SP
(11) 5851- 5370
e-mail: ascmazul@amcham.com.br
web: www.sab.org.br/monteazul



FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL
O Fórum nasceu em 1994, como um espaço aberto e permanente de discussões que visa eliminar o trabalho infantil no Brasil. Sua composição conta com mais de 40 entidades que representam os trabalhadores, governo, empresários e ONGs. O Fórum promove reuniões mensais a fim de discutir a construção de uma política nacional de prevenção e erradicação do trabalho infantil para o Brasil. Conta com o apoio técnico e financeiro da OIT (Organização Internacional do Trabalho) e da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

SBN - Quadra 01 - Bloco F
Ed. Palácio da Agricultura, sala 204 - 2º andar
Brasília - DF 70040-000
Tel: (61) 321-5775
Fax: (61) 226-6815
Email: infantil@senar-rural.com.br

 


PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (PETI)
O PETI está ligado ao Ministério da Previdência e Assistência Social e tem po objetivo maior apoiar e fomentar iniciativas governamentais e não-governamentais que visam proteger a criança e o adolescente da zona rural da exploração do seu trabalho. A BOLSA CRIANÇA CIDADÃ é um projeto gerido pelo PETI que possibilita o acesso e a permanência na escola de crianças de 7 a 14 anos, através de um auxílio de R$ 25,00 para cada criança por mês. Hoje, a Bolsa auxilia 150 mil crianças em todo o Brasil. Destas, 30 mil trabalhavam nas pedreiras e plantações de sisal do semi-árido da Bahia, região onde esteve a equipe do Caminhos e Parcerias.

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
Esplanada dos Ministérios - Bloco A, 1º andar, sala 107
Brasília - DF 70059-900
Tel: (61) 315-1010
Fax: (61) 226-9875



PROGRAMA UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA
O Programa Universidade Solidária é realizado em parceria pelo Conselho da Comunidade Solidária, o Ministério da Educação e do Desporto e o Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras. Com caráter educativo e voluntário, mobiliza estudantes e professores universitários para participarem, durante as férias de verão, de atividades que contribuam para a melhoria da qualidade de vida de comunidades no Norte e Nordeste do país. Possibilita a esses estudantes e professores o conhecimento de outras regiões, a troca de experiências, o que fortalece e amplia seu compromisso social com a realidade brasileira.

PROGRAMA UNIVERSIDADE SOLIDÁRIA
Esplanada dos Ministérios
Min. da Educação e do Desporto
Bloco A, 5o andar, sala 509
70054-900 Brasília-DF
www.universidadesolidaria.org.br



ASILO DOS INVÁLIDOS DE SANTOS
O asilo foi fundado em 1904, como Asilo da Mendicidade, afim de acolher os indigentes que vagavam pelas ruas daquela Santos, mas já em 1914 trocou o nome para o atual. Hoje abriga 80 idosos (41 homens e 39 mulheres) separados em alas masculina e feminina. Seus moradores têm atendimento médico, enfermagem 24 horas, dentista, psicóloga, nutricionista. Cada morador custa em média, R$420,00 por mês. Com baixa representatividade em verbas públicas, o asilo conta com colaboradores mensais (empresas e pessoas), promove almoços e jantares, um bazar periódico e colaborações espontâneas que ocorrem durante todo ano.

ASILO DOS INVÁLIDOS DE SANTOS
Avenida Francisco Glicério, 642
11065 - 400 Santos - SP
fone (13) 237-3910 fax (13) 225-7335
e-mail: asilo@bsnet.com.br
web: www.asilo-santos.org.br



SECRETARIA DE AÇÃO COMUNITÁRIA E CIDADANIA (SEAC)
O SEAC é o órgão público responsável pela política municipal de assistência social. No âmbito dessa secretaria está a maior parte dos projetos desenvolvidos em Santos para o atendimento ao idoso. A equipe do Caminhos e Parcerias registrou alguns desses projetos, as Repúblicas, uma idéia proposta pelos próprios idosos. Em parceria com a COHAB foi criada a República Bem Viver, em seguida, numa parceria com o Asilo dos Inválidos é inaugurada a República Fraternidade. O SEAC também mantém dois Centros de Convivência, programa de geração de renda, e uma Seção de Atenção dedicada a idosos vítimas de maus tratos ou negligência. Outro destaque é o programa de valorização do idoso, que recebeu um nome mais simpático, Vovô Sabe Tudo. Esse projeto atende àquelas pessoas que precisam de uma renda e possuem alguma habilidade específica. Essa habilidade é transformada em oficina, atividades comandadas pelo vovô ou vovó. Os idosos, dessa forma, vêem seus conhecimentos valorizados e reconhecidos.

SECRETARIA DE AÇÃO COMUNITÁRIA E CIDADANIA (SEAC)
Rua Augusto Severo, no 07 - 14o andar
Centro Santos - SP
fone/fax (13) 219-6769 / 219-5159


OFICINA ESCOLA
O Oficina Escola é um projeto que teve início em 1997 na cidade de Ouro Preto. A partir necessidade de divulgar e popularizar o trabalho da restauração e criar uma alternativa de formação para adolescentes em situação de risco. Os jovens aprendem ofícios de restauro e construção civil e artes. Como um dos principais objetivos sempre foi o de multiplicar a experiência, não demorou para o Oficina se instalar em Mariana, Espirito Santo e hoje já alcança Santana do Parnaíba em São Paulo. Cada célula do Oficina Escola estabelece diferentes parcerias, de cordo com a oferta e a demanda da cidade onde se instala.

OFICINA ESCOLA - LICEU DE ARTES E OFÍCIOS
Rua Cônego Armando, 238
Mariana - MG
tel (31) 557-1954



MESA SÃO PAULO
Tendo como inspiração a campanha do sociólogo Betinho contra a fome, o SESC São Paulo criou em outubro de 1994 o programa Mesa São Paulo. O objetivo é fazer com que ao menos uma parcela da população carente da cidade de São Paulo tenha acesso a alimentação adequada, para atingir seu objetivo o Mesa desenvolve várias ações. Uma delas é a Colheita Urbana, equipes percorrem a cidade coletando doações de alimentos próprios para o consumo, mas que seriam jogados fora por serem excedentes. Estes alimentos complementam as refeições em orfanatos, albergues, asilos e associações beneficientes cadastradas pelo programa. Outra ação do Mesa SP é a Oficina Culinária, ministrada por nutricinistas e culinaristas voluntários, para pessoas que trabalham nas cozinhas de instituições possam aprender receitas práticas e econômicas e o aproveitamento total dos alimentos. O Mesa tem o papel de elo que viabiliza a parceria entre quem doa e quem recebe. Visa o surgimento de outras iniciativas e tem sua força na parceria com empresas, pessoas voluntárias e instituições sociais.

MESA SÃO PAULO
Rua do Carmo, 147
Centro - São Paulo-SP
01019-020
ddg: 0800177772
tel: (11) 3105-9121 ramais 209 / 254 / 267
e-mail: mesasp@carmo.sescsp.com.br
web: www.sescsp.com.br


ALBERGUE VIDA - CASA ARTE & VIDA
O Albergue Vida mudou de nome chama-se agora, Casa Arte & Vida.
Na verdade, a Casa Arte & vida é um dos 5 projetos mantidos pelo Centro Comunitário da Criança e do Adolescente, uma entidade fundada em 1984 pelo padre Antônio Batista laurindo. Desde então é uma alternativa de assistência e apoio à criança e ao adolescente que vive na cidade de São Paulo, articulando ações em parceria com o Poder Público, empresas e outras entidades. A Casa Arte & Vida acolhe crianças e adolescentes de 07 a 14 anos durante a noite, oferece um espaço de convivência, lazer, alimentação, higienização e descanso. Numa dessas noites de descanso a equipe do Caminhos e Parcerias conheceu esses meninos.

CASA ARTE & VIDA
Rua Barão de Tatuí, 376
Santa Cecília - São Paulo-SP
tel: (11) 3663-1017 / 278-1181
fax: (11)270-3530


CASA DE DAVID
Inaugurada em 1962, a Casa de David surgiu num sonho de sua fundadora, Marlene Soares, viu a placa, o nome, a casa. Um ano após o sonho Tia Marlene abria a casa já com 45 crianças. Hoje abriga 331 deficientes físicos e mentais, leves moderados e severos. Além de abrigar, dá roupas e calçados, presta atendimento médico, odontológico, fisioterpia, terapia ocupacional, possuem fármacia própria. Em 1973 inaugurou em suas dependências um hospital com 100 leitos, que hoje opera em sua capacidade máxima. A Casa de David se mantém através de doações, como os alimentos trazidos pelo Mesa SP.

CASA DE DAVID
Rodovia Fernão Dias, Km 82
Vila Airosa - São Paulo-SP
tel/fax: (11) 6455-1133 / 6455-1033



CLUBE DE MÃES DO BRASIL
O Clube de Mães foi criado por Maria Eulina, uma ex-moradora de rua, para resgatar a dignidade das pessoas que vivem numa situação que ela bem conhece. Fundado em 1996, em São Paulo, essa ong começou abrigando moradores de rua, hoje tem mais de 70 moradores. Além de servir 280 refeições por dia em almoços e jantares, para seus moradores e passantes, mantém o projeto Família Trabalhando, com diversos núcleos profissionalizantes. Uma parceria com o Senai possibilita algumas vagas em seus cursos, além do próprio Clube de Mães já contar com uma escola de informática e idiomas. O principal objetivo dessa ong é tirar as pessoas da rua e promover sua cidadania e sua capacidade produtiva.

CLUBE DE MÃES DO BRASIL
Rua Apa, 236
Santa Cecília - São Paulo-SP
01201-030
tel (11) 3662-1444 / 3824-0347 / 825-4646
fax ramal 215
e-mail: clubedemaesbr@uol.com.br



BANCO DE ALIMENTOS
Fundado em janeiro de 1999, o Banco de Alimentos, também combate a fome e o desperdício recolhendo alimentos doados e distribuindo à entidades filantrópicas, 24 ao todo. A criação dessa ong baseou-se em projetos como o Mesa SP. De fevereiro a outubro de 1999 arrecadou mais de 62 toneladas de alimentos, complementando mais de 230 mil refeições.

BANCO DE ALIMENTOS
Rua Turiaçu, 1353
Perdizes - São Paulo-SP
05005-001
tel (11) 3862-7265
fax (11) 3862-7269
e-mail: info@bancodealimentos.org.br
web: www.bancodealimentos.org.br


VISÃO MUNDIAL
A Visão Mundial é uma ong norte americana fundada pelo jornalista Bob Pierce, que sensibilizado com as vítimas da Guerra da Coréia, iniciou uma campanha de apadrinhamento de crianças orfãs. Hoje atua em mais de 100 países, beneficiando 60 milhões de pessoas. No Brasil está presente desde 1975, cerca de 57 mil crianças brasileiras são atendidas pelos programas da instituição. A equipe do Caminhos e Parcerias esteve no sertão de Alagoas para registrar a ação de combate a seca e a desnutrição infantil. Em São José da Tapera, uma das cidade com os piores ídices de desenvolvimento, segundo a ONU, implementou um projeto emergencial que cuida da desnutrição de 2800 crianças através do fornecimento de cestas básicas e multimistura (alimentação enriquecida). Além de proporcionar a construção de mais de 300 cisternas de placa em residencias da zona rural e de criar bancos de sementes dentro das comunidades.

VISÃO MUNDIAL
Caixa Postal 848
Rua Tupis, 38 20o andar
Centro - Belo Horizonte - MG
30123 - 970
tel: (31) 3273-5944
fax: (31) 3273-3949
web: www.visaomundial.org.br


CAIS DO PARTO
O CAIS (Centro Ativo de Integração do Ser) é mais que uma sigla, é também metáfora dessa ong que sente estar à margem, mas voltada para o mundo, às portas do mar que liga todo o mundo. Foi fundada em 1991 em Olinda, com o compromisso de contemporanizar o trabalho das parteiras tradicionais como referência cultural de humanização do parto e do nascimento. O CAIS luta também para a implantação dos direitos reprodutivos e pela democratização das relações entre homens e mulheres.
As parteiras tradicionais não possuem o conhecimento técnico das escolas e universidades ao contrário, 80% das mais de 60 mil parteiras existentes no Brasil são analfabetas. Porém, crentes da grandeza do saber empírico da parteiras, o CAIS não pretende ensinar e sim proporcionar a elas um ganho de conhecimento e uma troca de experiência. Através de encontros e reciclagens a ong visa fortalecer e fomentar a criação de associações de parteiras, considerando as várias realidades culturais nas diferentes regiões, já que atua no Norte, Nordeste, Centro-oeste e Sul do país.

CAIS DO PARTO
Avenida José Augusto Moreira, 525
Galeria Casa Branca - sala 09
Casa Caiada - Olinda/PE
tel: (81) 432-7803 / 432-5833


FUNAP
A FUNAP - Fundação Dr. Manoel Pedro Pimentel, antiga Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso, vem ajudando alguns presos a diminuir suas penas (para cada três dias trabalhados eles tem direito a um dia de remissão da pena) e a se ressocializar através do trabalho.
Ela é um entidade pública e de atipicidade única, pois contribui para a ressocialização do homem preso e melhoria de suas condições de vida, através da educação, cultura e oferecendo oportunidade de trabalho remunerado com remissão de pena, promovendo a produção e comercialização de produtos fabricados nas penitenciárias.
A FUNAP está autorizada, por lei, a atuar diretamente, ou por intermédio de instituições públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, mediante convênios, contratos ou concessão de auxílios.

FUNAP - "Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel''
Rua Dr. Vila Nova 268 - Vila Buarque - CEP 01222-020 - São Paulo S.P.
Tel.: (011) 3150-1010


INSTITUTO DOM FERNANDO
O IDF é uma instituição de caráter sócio-ambiental criado pela Sociedade Goiana de Cultura - SGC - em 1995. Suas atividades estão voltadas para as populações carentes de forma acentuada no trabalho de educação ambiental, educação formal e não-formal, geração de trabalho e renda, cultura e reciclagem de lixo. Hoje agregam-se às atividades do IDF trabalhos específicos com menores em situação de risco e profissionalização. Dentro da cidade de Goiânia, o IDF atua mais especificamente na Região Leste junto à uma população de aproximadamente 1800 pessoas. Atua também em todo o Estado de Goiás.

Instituto Dom Fernando
1a. Avenida 656, Setor Universitário- Goiânia - GO
CEP 74605 - 020


INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL
O ISA foi fundado em 22 de abril de 1994, incorporando 15 anos de experiência do Programa Povos Indígenas no Brasil do CEDI (Centro Ecumênico de Documentação). No fim dos anos 80 se iniciou um processo que envolveu vários segmentos da sociedade na formulação dos direitos sociais coletivos e do meio ambiente e que culminou com a Conferência Rio 92. As pessoas que se uniram para formular, fundar e implantar o Instituto Socioambiental, entre 1993 e 1995, tiveram participação decisiva nesse processo. O ISA é uma associação civil, sem fins lucrativos, fundada para propor soluções a questões ambientais. Um de seus principais objetivos é defender os direitos sociais relativos aos povos. Como faz no Parque Indígena do Xingu, desenvolvendo projetos e apoiando outros para melhoria de vida das 14 etnias que habitam o parque. A equipe do Caminhos e Parcerias esteve no Baixo e Médio Xingu acompanhando alguns desses projetos, entre eles o de Formação de Professores Indígenas.

ISA (Instituto Socioambiental)
Av. Higienópolis, 901 sala 30
Higienópolis - SP - 01238-001
Fone: (11) 825-5544
Fax: (11) 825-7861
e-mail: socioamb@ax.apc.org
web: www.socioambiental.org

 


Envie seus comentários e sugestões para o programa: caminhos@tvcultura.com.br
| Caminhos e Parcerias | Terra | Raízes | Sementes | Frutos |
Caminhos e Parcerias - Início Frutos: os programas de Caminhos e Parcerias Raízes: as manifestações culturais das diferentes regiões Terra: os lugares por onde o programa passou