volta - Alô Escola

Regência Verbal   
 
 

Pronome relativo precedido de preposição

Um telespectador mandou e-mail pedindo que comentássemos o seguinte verso de Luiz Melodia:

Lava a roupa todo dia, que agonia.
Na quebrada da soleira, que chovia.

O que Melodia teria querido dizer com "que chovia"? Provavelmente houve a supressão da preposição "em" antes de "que". A frase completa seria:

Na quebrada da soleira em que chovia...

Isso é algo muito comum na língua do dia-a-dia. É comum ouvirmos frases como:

A rua que eu moro
A cidade que eu nasci

Na língua padrão deve-se dizer:

A cidade em que nasci
A rua em que moro

Pode ser também que na composição de Luiz Melodia tenha ocorrido um cruzamento de construção. É o que acontece em frases como "Este piso escorrega". Na verdade não é "o piso que escorrega", e sim as pessoas que escorregam nele. Do mesmo modo, não é "a soleira que chove", mas antes chove na soleira.

Esse tipo de cruzamento é muito comum na linguagem cotidiana. Com um pouco mais de atenção, notaremos que fenômenos como o que vemos na letra de Luís Melodia são mais comuns do que imaginamos.