volta - Alô Escola

Verbos   
 
 

O particípio
"entregue" ou "entregado"

Você lembra o que é particípio? São formas como "falado", "beijado", "bebido", "esquecido".... Há verbos, muitos verbos, que têm dois particípios. Na hora de escolherem entre um e outro, as pessoas comumente ficam em dúvida. Dois exemplos: o verbo "salvar" tem dois particípios, "salvo" e "salvado". O verbo "entregar" também: "entregado" e "entregue".

O "Nossa Língua Portuguesa" foi às ruas perguntar qual a forma correta :

"Eu havia entregado o pacote" ou "Eu havia entregue o pacote"?

Das oito pessoas entrevistadas, quatro acertaram: "Eu havia entregado o pacote". Este é o que as gramáticas chamam de particípio longo, regular, que termina em "-ado" ou "-ido" . O particípio longo é usado quando o verbo auxiliar é "ter" ou "haver". Os particípios curtos, irregulares, como "salvo" e "entregue", são usados quando o verbo auxiliar é "ser" ou "estar". Portanto:

Particípio longo
Eu havia entregado o pacote.
O árbitro tinha expulsado o jogador.
Ele foi condecorado por ter salvado a moça.

Particípio curto
O pacote foi entregue.
O jogador foi expulso.
A moça foi salva, e isso lhe valeu uma condecoração.

Claro que essa regra vale apenas para verbos que têm dois particípios. Nos verbos com um único particípio, não há escolha. O verbo "fazer", por exemplo, tem um só particípio.

Não se diz "Eu tinha fazido a comida", e sim "eu tinha feito a comida".

Cuidado com o verbo "chegar": apesar de muitos dizerem "Eu tinha chego", na língua culta o particípio desse verbo é "chegado". Em situações formais, diga e escreva sempre "Eu tinha chegado".